Como usar spots na iluminação Leave a comment

Arquiteta explica vantagens da escolha e em que ambientes é possível usar spots na iluminação

 

Quer dar um ar despojado ao ambiente com um toque de versatilidade e sem gastar muito? Opte pelo uso de spots na iluminação. Modernos e queridinhos da decoração industrial, ele é perfeito para destacar um móvel ou uma área específica, seja em casa, na empresa ou em clínicas.

A arquiteta Ana Paula Ifanger Sinisgalli, parceira da LigBem Materiais Elétricos e Iluminação, explica que os spots são uma opção econômica e que possibilitam valorizar o ambiente com efeitos de luz. “Atualmente, com a variedade de lâmpadas de LED existentes no mercado, podemos usar os spots em qualquer ambiente, transmitindo um ar despojado e moderno”, aponta.

Versáteis, estas peças podem ser instaladas em salas e quartos, proporcionando aconchego. “Neste caso o recomendado é optar por lâmpadas de foco, tipo PAR 20, dicróicas ou AR70 com cor morna, amarelada”, revela Ana Paula.

Para cozinhas, closets e banheiros, os spots podem ser usados com lâmpadas com tonalidade mais fria, resultando em uma iluminação mais uniforme e funcional. “Em clínicas, lojas e ambientes corporativos, os spots podem ser usados para paredes de destaque, focando o logotipo da empresa, um vaso ou um detalhe especial”, ensina a arquiteta.

 

Melhor modelo de spots na iluminação

A versatilidade dos spots não termina com suas aplicações nos mais variados ambientes. Ele pode ser tanto fixo quanto orientável. Tudo depende do efeito de iluminação desejada para determinado ambiente. Há também diferentes modelos desta peça: os de trilho, os de sobrepor e os de embutir. A arquiteta Ana Paula Ifanger Sinisgalli explica que os spots de trilho dão um toque despojado e industrial ao ambiente, estilo tão procurado atualmente. “Eles possibilitam usar um único ponto na laje e distribuir vários spots pelo teto, direcionados aleatoriamente”, esclarece.

 

Os spots de sobrepor, assim como os trilhos, são usados quando o teto é de laje. Também é recomendado quando não existe a possibilidade de usar o modelo de embutir. “É uma opção que ajuda a valorizar um ambiente simples. Dá efeitos interessantes de luz, sem gastar muito”, declara.

 

 

A profissional explica ainda que os spots de embutir são os mais versáteis. Eles podem ser distribuídos de forma aleatória nos forros de gesso ou madeira. “Eles ‘somem’ no forro, deixando um visual ‘limpo’, dando destaque apenas para a luz e não para a peça”, comenta Ana Paula, que completa que ambientes mais refinados e clássicos sempre pedem o uso de spots de embutir.

 

Como distribuir spots na iluminação nos ambientes

Escolhida a peça, é preciso atentar-se à distribuição no ambiente. De acordo com a arquiteta, os spots podem ser distribuídos alinhados a uma parede de destaque, que tenha algum revestimento diferente, como pedra, papel de parede ou até mesmo vários quadros para se focar. “O spot pode ainda ser usado isoladamente sobre algum vaso de plantas ou destacando um quadro ou objeto desejado”, diz.

O layout de mobiliários também ajuda a definir a posição dos spots. “É importante não deixar o foco diretamente na cabeça das pessoas. O ideal é desviar a instalação de locais sobre sofás, cadeiras e poltronas”, orienta. “Apesar das lâmpadas de LED não esquentarem mais como as antigas dicróicas, o foco direto nas pessoas ofusca e gera desconforto. O ideal é posicionar os focos em móveis, áreas de passagens ou paredes.”

 

Ainda tem dúvidas sobre a escolha das peças de iluminação? Conte com o auxílio dos consultores da LigBem. Estamos na Rua Pedro de Toledo, 951, Centro, Indaiatuba.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *